terça-feira, 26 de setembro de 2017

[Podcast] Pensando RPG #101 - Entenda a figura do Bardo


Bom dia, RPGista! Segue mais um podcast muito especial, seguindo a nossa série aqui sobre as classes. Hoje, finalmente falando sobre o Bardo! Por causa da garganta, vou deixar o podcast de Perguntas & Respostas para amanhã, já que ela deve estar melhor (além disso, hoje seria o dia natural do podcast conceitual, então tudo bem!). Enfim, segue a sinopse:

Neste episódio, falo sobre a classe do Bardo, mostrando mais ou menos qual foi seu papel inicial no D&D para, então, mostrar sua evolução, quebrando as possibilidades de desenvolvimento da classe em algumas interessantes possibilidades.

Duração: 19m15s
Baixar diretamente - Clique Aqui
Confira o podcast no Itunes - Assine Aqui
Podcast Addict? Procure "Pensando RPG"
RSS Feed do Podcast


BAIXE AGORA O APP DO SITE

Falado no Podcast



Confira e Participe





powered by TinyLetter

3 comentários:

  1. Muito interessante essas perspectivas de bardo. Mas a historinha final me intrigou, quero muito adaptar algo assim nos meus RPGs.

    Por enquanto, só pensei nisso:
    Lembra daquela caberna maldita? Eu pretendia prender lá um grupo de bardos, 3, todos reptilianos (uma medusa, um Nagah [troso humano e pernas como cauda de serpente] e um Trog [um lagartão humanoid]). Porém, por que eles não se mataram ou morreram? Bem, pela música deles, graças a união permanece íntegra.
    Eles poderiam fazer uma parceria com os jogadores, em uma troca recíproca de habilidades para sair dali.
    Contudo, o principal deles seria a sua banda, cujo estilo musical mudaria a toda vez em que eles aparecessem no RPG, por exemplp, uma hora eles tocam rpck, outra forró depois pop e por aí vai. Eles dizem que estão seguindo a tendência: " O que? Não, rock foi tão semana passada. O lançe agora é pop music". Assim, eles, desde a caverna, se tornariam personagens recorrentes, sempre tocando um novo estilo e mudando o clima do jogo.

    Bem espero que essa ideia tenha sido legal.
    FLW, continue o ótimo trabalho.

    ResponderExcluir
  2. Um bom exemplo de bardo seria o Dandelion, do universo do The Witcher. A personalidade dele é muito boa, porem não tem poderes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, bardos podem ser bardos mesmo sem lá muitas habilidades. O Frodo, pela forma como conta a história depois e tal, seria um bardo, o Bilbo. E muitos outros personagens sem poderes =)

      Excluir