sexta-feira, 21 de julho de 2017

[Podcast] Pensando RPG #072 - Conversando com uma mestra de primeira viagem (Bate-papo com Laura Smiderle)


Bom dia, RPGista!! Segue mais um podcast aí para vocês, misturando o podcast de quinta, em que trarei gente do mundo do RPG para entrevista, junto com o podcast de ideias. Espero que gostem! Segue a sinopse:

Neste episódio, converso com Laura Smiderle, que contribui com o site e que participa como jogadora no canal Go RPG, sobre sua experiência como mestra de primeira viagem. Ela me faz algumas perguntas, para que eu possa ajudá-la, e também me passa alguns de suas ideias e conceitos, que são muito interessantes.

Duração: 37m58s
Baixar diretamente - Clique Aqui
Confira o podcast no Itunes - Assine Aqui
Podcast Addict? Procure "Pensando RPG"
RSS Feed do Podcast


Falado no Podcast




Confira e Participe



16 comentários:

  1. Como eu queria ter players com imaginação tão fértil e participação ativa =/
    O meus quando eu pergunto sobre algo do background do personagem a resposta é com certeza "Não sei".

    Mas hey, é possível eu ter acesso ao TCC da Laura?
    Tipo minha sogra ela é dona de uma biblioteca aqui na região e estamos quase conseguindo abrir um espaço sobre RPG nesta biblioteca.

    E um artigo como esse poderia ser um argumento a mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Creio que seja sim. Vou falar com ela pra ela ler o comentário aki.

      Excluir
    2. Não é só um artigo. É o projeto de fim de curso mesmo.

      Excluir
    3. Oi Danilo, que feliz que eu fico quando vejo pessoal se mobilizando em favor do RPG de mesa :) faz assim, me chama no facebook que quando eu pegar meu not te encaminho o TCC ;) Bjo

      Excluir
    4. Sim, ela tem muita sorte de ter jogadores tão criativos!!!

      Mas dá pra espremer o jogador até sair alguma coisa...

      Excluir
    5. Pois é. Até considero meus jogadores criativos. Mas nem chegam perto!

      Excluir
  2. Eu acho a Laura Smiderle muito criativa, muito boa mestra.

    Acho que ela já tem um estilo próprio muito bom, já é muito aberta a contribuição dos jogadores, tá tudo correndo muito bem com ela.

    Acho que o estilo do Leonardo vai mais como ele mesmo diz pro lado "game". Algo bem diferente do estilo da Laura.
    Algumas dicas do Leonardo acho que até poderiam ATRAPALHAR a Laura.

    Essa forma de jogar RPG com mais questões de criação coletiva de histórias está bem mais na linha do Dungeon World, quem tiver interesse pode pesquisar esse RPG ou entrar na comunidade dele do facebook.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. São estilos. Mas eu nem faço mais pro estilo game não. É que dou dicas nesse sentido aqui tb. Eu vou mais, como falei no cast, pra um lado de imersão, a ideia de o cara esquecer que tá num RPG e tal. Isso acaba, como até falei aí num cast de narração literária e tal, impedindo mesmo esse improviso tipo o caso bem legal do gigante dela, que o jogador puxou. Pq realmente é algo mais fora do estilo. Como falei naquele Quest, ganho na minha opinião em algumas coisas de imersão, mas se perde um pouco esse lado do improviso. Os depende dos jogadores tb. Os dela parecem ter essa vontade e curtir muito isso. Os meus aqui, que jogamos faz quase 20 anos, gostam de embarcar nessa de não saber nada da história, de estarem jogados no mundo e irem descobrindo ele. Aí depende do grupo. Diferentes grupos, diferentes estilos. Mas o que eu prefiro mestrar é mais esse mesmo, que infelizmente bloqueia um pouco os jogadores de acrescentarem imediatamente à história, mudando ela, eles podem fazer isso como personagens, vivendo em um mundo. Cito ele sempre aqui, pq acho o jeito de mestrar dele tudo que eu queria ser, mas o Matthew Mercer vai bem por esse caminho da imersão que eu gosto.

      Excluir
    2. E pra sua felicidade devo trazer aí mais de Tio Nitro pro podcast. Ainda não sei quando, mas virá!

      Excluir
  3. Estou bastante animado para a próxima entrevista com ela sobre RPG e educação!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E para sua felicidade aíz devo trazer mais de Tio Nitro pro podcast!! Não sei quando ainda, mas virá!

      Excluir
  4. Olá Leonardo! Sou o Armindo e recente ouvinte do Podcast. Devo ter escutado pelo menos 85% dos audios e devo dizer, você realmente revolucionou minha visão! Aprendi DEMASIADO com seus conteúdos e não vejo a hora de adaptá-los ao meu jogo!

    Como sempre pedes para que nós compartilhemos nossas experiências, gostaria de relatar uma que tive quando estava mestrando uma campanha no universo de Magi:The Labyrinth of Magic (um manga/anime). Neste universo, existem dungeons que eu adaptei para tornarem-se desejo de milhares de guildas e ou países.
    Na campanha, os jogadores iam capturar sua primeira dungeon, eles se encontraram num barco e viajaram ao reino onde ela se localizava. Depois de se resgistrarem para tentar capturá-la, eles entraram e completaram parte dela.
    Mas aí eu tive um insight: "como que um reles grupo, conseguiria entrar numa dungeon disputada pelos 4 cantos do mundo? Eles deveriam demorar meses ou nem mesmo conseguir entrar antes dela ser capturada."
    Depois disso, eu formulei uma conspiração do governo, que na verdade construiu uma falsa dungeon para prender/selar todos os candidatos, para que seus soldados conseguissem conquistar a verdadeira.
    O grupo então, debatendo sobre como não fazia sentido a dungeon ainda estar sobre a cidade por tanto tempo,pensariam nessa hipótese e, se infiltrando no castelo (na festa de aniversário de uma das princesas) descobririam a verdadeira localização da masmorra.

    Quando propus essa mudança na história para os jogadores eles vibraram e concordaram comigo que fazia mais sentido.

    Bem essa é minha pequena solução para o furo na história. Continue trazendo grandes conteúdos! Vlw e tudo de melhor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, cara! Fico mto feliz que acompanhe. Vou ver se encaixo aí sua participação no podcast de perguntas e respostas.

      Excluir