terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

[Podcast] Pensando RPG #029 - O Poder da Narrativa Literária


Bom dia RPGista, aqui segue mais um de nossos podcasts. Agora, pretendo voltar aos dias normais. Estou experimentando soltar mais tarde hoje, testarei alguns outros horários ainda, mas sempre na terça e no domingo. Espero que gostem do de hoje. Segue a sinopse:

Neste episódio, aprofundo-me em algumas técnicas de narração literária e explico, mostrando algumas vantagens e desvantagens, porque é a que mais gosto para o meu estilo de jogo.


Duração: 27m02s
Baixar diretamente - Clique Aqui
Confira o podcast no Itunes - Assine Aqui
Podcast Addict? Procure "Pensando RPG"
RSS Feed do Podcast


BAIXE AGORA O APP DO SITE 

Falado no Podcast

- [RPG de Mesa de Online] Inscreva-se no nosso canal!

- GO RPG (Canal novo de RPG)

- Pensando RPG #018 - Padrões de voz e de narração para gerar um jogo mais imersivo

- Pensando RPG #016- Mostre, não conte! Ou, como narrar de forma mais imersiva


Confira e Participe

- Grupo do Facebook

- Curta a Página no Facebook

- Assine por E-mail

- Siga no Twitter! @leoschabbach 

- E-mail: pensandoded@gmail.com  





powered by TinyLetter

7 comentários:

  1. Muito interessante!

    Eu já gosto muito de permitir que os jogadores criem coisas do cenário. Mas tende a funcionar melhor entre as sessões, não no meio da aventura.

    Gostei muito da sua descrição da taverna, mas algo que eu não faria e até acho errado é o fim da sua descrição: "e vocês se sentam para conversar". Os jogadores é que decidem o que seus personagens querem fazer, não acho bom o mestre tomar controle dos personagens dos jogadores em situação alguma. (salvo se forem controlados por magia, ficarem loucos ou algo assim)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, era só um exemplo. Partindo do princípio que os jogadores já tinham falado que iriam se sentar.

      Excluir
  2. Belo cast Leo!
    Aprendi muito com você sobre demonstrar o que esta acontecendo através das palavras, Muitíssimo obrigado.
    Normalmente quando quero fazer alguma cena cinematográfica Eu selecciono previamente musicas para aquele momento, seja uma musica bela em uma taverna, até um combate mortal com um Death Knight.
    Quando não tenho tempo de planejar ou a história passa do planejado, eu sempre deixo de reserva algumas playlists que se eu colocar no aleatório não irá me decepcionar.

    Obrigado e aguardo o próximo cast \o

    ResponderExcluir
  3. Ué?! Até achei estranho, o aplicativo não tá funcionando direito, ele não me avisou do podcast, embora esteja me avisando dos vídeos do canal :v Enfim...
    Podcast tá sensacional! ^,^ Eu assisti um vídeo de Fiasco (Do AzeCos) Que me fez começar a amar narração cinematográfica! Eu acho que no Fiasco, uma narração literária é mais difícil, ele fica perfeito com narração cinematográfica... Por outro lado, eu acho que quando se trata de D&D uma narração literária é muito melhor...
    Como eu também sou escritor, e eu amo narração literária, eu gosto de usar muito ela, mas acho que dependendo da situação uma narração cinematográfica faz muita falta. Por exemplo, no Senhor dos Anéis, aquela cena que eles estão fugindo do Balrog, aquela cena deles na ponte ficou muito linda no filme cara... E aquelas cenas onde a câmera mostra uma visão mais ampla no filme e talz. Acho que em momentos épicos uma narração cinematográfica fica muito boa. Fazer aquele jogo de câmeras durante uma descrição, acho isso bem legal dependendo da cena.

    Podcast tá excelente, até compartilhei aqui ^,^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, se fizer do jeito certo pode funcionar muito bem. O Azecos faz isso muito bem em várias cenas do Rola o Dado. E, como eu falei, principalmente para os RPGs mais indies, esse foco que eu faço e tal na imersão não serve mesmo, pela própria proposta de muitos deles.

      Excluir
    2. No dia que soltei o podcast tava rolando algum problema com os servidores do App. Eu esperei meia hora para soltar, quando achei que já estava melhor soltei. Mas pode ter dado problema pro pessoal ver ainda.

      Excluir