segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Pensando RPG #028 - Perguntas & Respostas: Como controlar o ritmo de suas aventuras


Bom dia, RPGista! Após algum tempo, finalmente volto aí com nosso podcast de Perguntas & Respostas. Curtam aí e não esqueçam de perguntar e de participar também.

PERGUNTA DO CAST: Qual a coisa mais mirabolante que já aconteceu em um jogo seu num 20 ou num 1 natural?

Neste episódio, apresento alguns excelentes vilões de nossos ouvintes, fazendo alguns comentários para dar novas ideias a quem acompanha o podcast, e depois dou algumas dicas em relação a como controlar o ritmo de jogo de suas aventuras e sessões.





powered by TinyLetter

8 comentários:

  1. Cara, pelo amor de Deus, faz esse pdf com as frases! ^,^
    Que podcast rico cara, muito bom! ^,^ Esses vilões da galera tão muito bons! Tá tudo sensacional, tá de parabéns ^,^
    E essa pergunta do começo do podcast tá muito difícil kkkkk Mas acho que posso citar meu primeiro jogo, onde eu estava de paladino, e eu rolei o D20 na ocasião e caiu um 20, depois caiu outro 20 pra confirmar... Dois 20 seguidos... Resultado? Eu derrotei um personagem que era 5 lvls acima do meu kkkkk foi lindo! Eu tava de paladino, como já falei, e estava fazendo um teste com um elfo ranger, pra ver se eu era digno de me tornar cavaleiro e bla bla bla, eu estava numa posição meio desfavorável, eu tava tentando usar o escudo para refletir a luz na cara dele, e desconcentrá-lo, ele me atacou, eu defendi, e logo em seguida eu empurrei a adaga dele com meu escudo, acertando a cara dele com o mesmo e levantando-o no ar, abrindo sua guarda e finalizando-o com um chute no meio do rosto... O pobre coitado voou enquanto girava no ar! Todos os outros que estavam fazendo o teste pararam seus testes para admirar o ocorrido! Me senti épico naquele momento! Pensa só, no meu primeiro jogo eu vou e faço algo assim! kkkkkk Mas depois disso minha sorte acabou completamente, hj em dia é difícil eu tirar um 20 kkkkk
    Quanto ao critico negativo, eu não tiro muito tbm... Um que eu consigo lembrar aqui foi de um tiro que eu tentei dar com meu arco e ele escorregou da minha mão, batendo na minha cara e fazendo a flecha quase atingir meu lobo (que era meu companheiro animal :v se não me engano eu fiquei com 3 de HP :v)
    Apropósito... Que barulho foi esse? Aos 28:25 kkkkkk Parece um pandeiro caindo no chão :v

    ResponderExcluir
  2. Fala ae Leo,
    Parabéns pelo podcast!

    Um vilão muito bom que utilizei foi um item magico que corrompia a mente de quem utilizava ele.
    O item em questão era uma espada que a cada inimigo morto ela sugava a alma ganhava dano porem ele tinha que fazer um teste de sanidade (Jogada de Sabedoria).
    O item em questão era necessário para matar um ser imortal, que tinha que ter a alma aprisionada.
    Uma hora ou outra, o jogador iria entregar a ficha dele e iria virar um vilão, que quanto mais tempo se passa, mais fica forte.

    Eu curti e meus jogadores curtiram... espero ter dado uma ideia legal para alguém.

    ResponderExcluir
  3. Um vilão bem legal que estou narrando no momento, é um príncipe chamado Yakumo ele tem o desejo de tornar o continente dele um reino unificado ao invés de existirem vários reinos, ele foi prometido a princesa do Reino mais influente do continente como principe dela, porém ela só pode tomar o poder quando o pai falecer, com isto o príncipe acabou encontrando os jogadores e agora fez uma organização secreta com eles que faz lutas clandestinas.

    Ele tem ganhado a aliança dos personagens bons e dos personagens "maus", dando aos bons a possibilidade de ajudarem as pessoas e dando aos maus a diversão de brincar com sentimentos e vidas alheias, ele adora tacar fogo em familiares para ver pessoas sofrerem mas como ele precisa manter uma boa conduta ele faz tudo isto por baixo dos panos, fazendo parecer que ele é um grande e benigno futuro Rei.

    ResponderExcluir
  4. Gostei bastante do episódio! Legal ter lido meu vilão, bobinho mas no dia me diverti muito!

    Acho muito legal você falar um pouco sobre ritmo da narrativa no RPG! Estou hoje em dia mestrando sessões de 20 minutos na hora do almoço no trabalho e essas questões de ritmo mudam completamente nesse caso.

    Eu li nos comentários a ideia sobre escudo do mestre de vocabulário, descrições e etc. Achei muito boa a ideia, legal creditar a pessoa que teve essa ideia. Acabei de olhar o post da pessoa que teve a ideia nos comentários do EP #24 e não vi o nome dela.

    Se for fazer o PDF aconselho a creditar quem teve a ideia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele respondeu alguns comentários abaixo com o nome real dele, lá naquele mesmo post. Aí falei no podcast.

      Excluir
  5. Sim, vai ser creditado. E falei o nome do Marco Túlio no podcast também, lá pelo minuto 18 ou 19 em que falo da ideia. Foi creditado lá.

    ResponderExcluir
  6. Um 20 bem interessante que eu presenciei, foi uma vez que coloquei um licantropo para uma party level baixo, para eles correrem.
    Porem o jogador decide ir para cima, pois encontrou uma espada de prata.
    Já lamentando a morte do meu jogador eu falo : "Rola o d20".
    Ele tola e tira 20.
    Como em minha mesa, adoro imprevisibilidade, eu uso a famosa tabela de critico.
    Peço para o jogador rolar a tabela de critico.
    Ele tira o efeito "Morte" e matou um licantropo que facilmente iria dar um Party Kill.

    Creio que nunca vou ver novamente uma sorte desta na minha vida.

    ResponderExcluir
  7. Um vilão legal que eu criei foi o que utilizei na minha ultima campanha.
    Um Tiefling, Warlock manipulador. Ele não entrava em combate direto com o grupo, pois sabia que ia perder mas sempre se colocava em posição para negociar e tirar vantagem dos players. O caso é que ele não mentia e SEMPRE cumpria os acordos que fazia. Ele dava uma distorcida no resultado, mas o acordo estava lá.

    Um exemplo disso foi quando ele fez reféns e abordou o grupo dizendo que queria que eles matassem o Mago que estava criando um exército de mortos-vivos e que era aliado dele. Quando o grupo perguntou o porque ele queria o mago morto, ele respondeu "Não é interessante pra mim ele estar vivo" e o grupo aceitou, passou dificuldades mas matou o mago.
    E então o Warlock transformou o mago em Lich e, de posse da Filacteria, comandou o Lich para dominar o reino. Ele não mentiu, só omitiu levemente a verdade. rs

    ResponderExcluir