terça-feira, 1 de novembro de 2016

[Podcast] Pensando RPG #011 - Como narrar habilidades e acertos/erros críticos


Olá, pessoal, segue mais um podcast conceitual para vocês. Esses tendem a ser mais curtos, mas trazem algumas das coisas que considero mais importantes. Espero que gostem desse, trata de alguns assuntos que eu acho bem relevantes.

Neste episódio, falo um pouco sobre como narrar habilidades, como aplicar alguma vantagem ou desvantagem (em diferentes sistemas de RPG) e ainda discorro um pouco a respeito de como lidar com falhas e acertos críticos.

Duração: 15m08s
Baixar diretamente - Clique Aqui
Confira o podcast no Itunes - Assine Aqui
Podcast Addict? Procure "Pensando RPG"
RSS Feed do Podcast


BAIXE AGORA O APP DO SITE 

Falado no Podcast

- Cena do nosso RPG Online

- Post com as telas do nosso APP


Confira e Participe

- Grupo do Facebook

- Curta a Página no Facebook

- Assine por E-mail

- Siga no Twitter! @leoschabbach 

- E-mail: pensandoded@gmail.com





powered by TinyLetter

6 comentários:

  1. Aí Leonardo, excelente episódio, parceiro. Já disse algumas vezes tanto aqui no blog quanto no facebook, a interpretação é amiga dos players, e mais ainda do mestre. Ajudar "Deus" a escrever a história que tá rolando é a função essencial dos jogadores.
    Uma parada que eu curto pacas é a descrição dos poderes, golpes e habilidades. Acho muito condizente com o personagem usar seus vícios de linguagem, seus gestos, peculiaridades pra realizar as ações. Mas também creio que demanda muita criatividade, as vezes passo um tempinho pensando em como vou descrever as minhas ações - por exemplo, em combate - e quando não consigo pensar em nada novo, vai muito pro lado automático. Uma coisa que eu percebi que poderia ajudar nesse aspecto, foi a narração conjunta, quando o mestre narra a ação do inimigo, eu uso a ação dele pra complementar a minha, por exemplo: na ultima sessão, um Galeb Duhr foi dar um socão no meu clérigo, aí o mestre jogou os dados e acabou errando, pra aproveitar a brecha do inimigo, eu disse que faria um movimento me deixando logo abaixo do braço da criatura - sou um anão - e apenas levantaria meu martelo de guerra na cara dele. É muito bacana fazer essa interação. :))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, sim, essa interação mestre e jogadores funciona muito bem sim! É bem legal quando ocorre.

      Excluir
  2. Oi! Legal, saiu mais um cast, tou achando muito legal o ritmo em que novos podcasts são feitos, a cada podcast mais experiência...

    Acho ótimo bônus em testes por boas descrições.

    Quanto a como narrar falhas críticas em momentos épicos... Em primeiro lugar se não tem como o personagem falhar nem precisa fazer o teste.

    Depois basta narrar a falha em momentos épicos de forma épica... E não de forma cômica... Se for um ataque por exemplo uma falha crítica pode significar que o monstro fez algo fantástico para se defender do golpe, segurou a arma de quem o atacava com as mãos ou algo assim.

    Existe muito o que se pode dizer sobre falhas em jogos de RPG, tem uma forma muito interessante em como lidar com falhas nesse artigo aqui. O sistema é outro, mas não faz tanta diferença:

    https://medium.com/dw-magazine/um-olhar-diferente-sobre-falhas-ec4e920b6f7f#.qrg58w7s4

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha aí o slogan do Drakomanth pegando... hahahha

      Vou repostar o link com o HTML pra ficar clicável - Artigo Sobre Falhas Críticas

      Excluir
  3. Poxa, muito bom cara, tá de parabéns, os podcasts tão ficando cada vez melhores ^,^

    ResponderExcluir